A proibição da pesca com Rede Boiada e suas consequências.

A vinda das águas frias do sul impulsionadas pelas primeiras frentes frias que atingem o litoral paulista já se faz sentir nos meses de abril e maio, período em que está aberta a temporada de pesca das espécies de superfície como a Tainha, a Sororoca e a Anchova. Porém, a notícia não é animadora e nem comemorada pelos pescadores artesanais do litoral paulista, isso porque a prática da pesca de superfície está proibida há muitos anos.

A situação já se repete há 14 anos, e diversos pescadores vêm sofrendo com a proibição da pesca de superfície, também conhecida como pesca de emalhe.

Proposta coletiva apresentada tem o apoio da União, mas patina no Governo de São Paulo

O vídeo a seguir traz a realidade nua e crua vivida por milhares de pescadores. Confira!

Gostou? Compartilhe

Ler Notícias

Reunião com a Defensoria Pública

No vídeo abaixo, Fabrício Gandini aborda os motivos que levaram o Instituto Maramar a entrar com uma representação junto a Defensoria Pública de São Paulo,